humility

Humildes palavras

Às vezes temos que reestruturar nossos pensamentos utilizando palavras diferentes das usuais, como no exemplo do “eu tenho que” e “eu quero”. Às vezes a palavra sofre com a deformidade dos nossos conceitos e nós temos que resgatar seu real significado.

Humilde no Houaiss está assim:

  1. que tem ou manifesta a virtude de conhecer suas próprias limitações. Ex.: o verdadeiro sábio é h.
  2. que manifesta sentimento de fraqueza, de modéstia.
  3. que expressa ou reflete deferência ou submissão. Ex.: <sujeito h.> <modos h.>
  4. inferiormente situado em uma hierarquia ou escala. Ex.: h. funcionário
  5. de pouca importância ou brilho; sem realce; apagado, despretensioso, simples, sóbrio. Ex.: <aspirações h.> <móveis h.> <mudou-se para uma h. cidade em Goiás>
  6. que ou aquele que pertence a uma baixa classe social; plebeu, pobre. Ex.: <gente h.> <elegeu-se com o voto dos h.>

Sinceramente, não dá a menor vontade de ser humilde. Aquilo que começou como uma virtude terminou como voto de pobreza.

É uma coisa impressionante como conseguimos associar a essa palavra quase tudo que ela não é. Esse é o trabalho coletivo de nossos egos para que nós nunca procuremos ser humildes.

O dicionário começou bem. A virtude de conhecer as próprias limitações. É ver-se de frente, conhecer a própria realidade, mas de maneira alguma se conformar com elas. Quando temos humildade, temos a lucidez de utilizar bem nossos recursos e desviar daquilo que seria nossa ruína. Uma faca tem muitas limitações se quisermos usá-la para pintar a parede, mas se destaca na função de cortar coisas. Logo alguém que se destaca em algo pode ser muito mais humilde que o coitadinho que só leva na cabeça, porque se ele só leva na cabeça ele está insistindo em ser o que não é. Ele se colocou no pedestal de seus conceitos mentais adquiridos de outras pessoas e não se volta para escutar a voz de quem realmente o conhece, seu Eu Superior. E se as limitações estiverem restringindo nosso desenvolvimento, o Eu Superior nos indica o caminho para a superação delas, desde que tenhamos a humildade de seguir suas indicações.

Quando nos conectamos e confiamos nessa parte espiritual que temos, que tem uma visão tão ampla da realidade que é praticamente onisciente, que conhece todo nosso passado, nossas possibilidades de futuro e exatamente o nosso plano de vida, nossa razão de existirmos, razão essa que caminha em perfeita harmonia com tudo que há de divino no Universo; quando nos conectamos a ela, a última coisa que vamos manifestar é um sentimento de fraqueza. Vale aqui dizer que modéstia não é fraqueza.

Quem é humilde não é submisso, porque submissão é ser pequeno, menor do que se é, enquanto que a pessoa que manifesta sua alma é simplesmente isso: ela mesma, nem mais, nem menos, uma parcela única da Criação. Ninguém consegue diminuí-la, não importando as condições externas.

E nem fica situado inferiormente, porque vai estar sempre no lugar certo, na hora certa, fazendo aquilo que é bom e certo.

Uma pessoa dessa brilha em tudo que faz, irradia luz e alegria, e não passa despercebida. E tem todos os recursos da Criação, que chegam para seu uso e domínio na medida exata das requisições da sua realização, afinal está nadando a favor dos interesses do Criador, e não contra.

Ser Humilde é conseguir ver a si mesmo sem distorções, é sabermos cada dia mais quem realmente somos e percebermos com clareza aquilo que distoa desse Eu Verdadeiro naquilo que manifestamos no nosso mundo externo, mesmo que isso fira o nosso orgulho.

Não tem nada a ver com falar baixinho, ser bonzinho e subserviente, sem nunca falar não, ficar colocando em evidência seus defeitos ou sua falta de qualidades. Ou com viver sofrendo, resignado com uma vida que não traz satisfação real, imerso em estagnação, sem cumprir objetivos e descobrir que sempre há mais para ser feito. Muito menos com pobreza, e não falamos só da pobreza de dinheiro.

Conhecer nossas limitações nos permite crescer além delas, mas a Humildade vai além disso, é nos conectarmos com a Verdade e assim descobrirmos um pouco mais sobre Deus, pois manifestamos Seu Plano e vemos Sua face no mundo ao nosso redor.

Ficou bem mais interessante ser humilde agora, não?

Um comentário para “Humildes palavras”

  1. ana

    Gostei da imagem dos pés sendo lavados. Jesus fez essa ação, mostrando que ser humilde é vc descer do seu pedestal e se igualar a seus semelhantes.
    Esse é o verdadeiro sentido da humildade. . Diante de Deus todos são guais. Ele não faz acepção de pessoas. O Evangelho de Jesus nos desafia a sermos diferentes.

    Responder

Deixar uma resposta

  • (will not be published)

XHTML: Pode usar estas marcas: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>