stars

Um post sobre muita coisa

A Terra recebe do Sol em uma hora mais energia que a humanidade usa em um ano.

O Sol é 1303720,9 vezes maior que a Terra.

O Sol é uma estrela de tamanho médio, havendo estrelas 50 a 60 vezes maior que o Sol. A maior estrela que se conhece é 1800 vezes maior que o Sol.

A nossa galáxia, a Via Láctea, tem entre 200 e 400 bilhões de estrelas.

O Universo observável tem ao redor de 200 bilhões de galáxias.

Da primeira frase à anterior, dá para ver que não temos a menor idéia de quanta energia existe no Universo. É uma quantidade absurdamente grande, que não conseguimos imaginar.

Fatos mais corriqueiros também demonstram isso. Um grão de qualquer cereal produz dezenas de novos grãos. Os insetos facilmente produzem centenas de  ovos cada vez que se reproduzem. Os corais lançam milhares de ovos na água. Cada mangueira produz centenas de frutos.

Isso quer dizer que tudo no Universo é muito abundante. Não há razão para que não sejamos abundantes também, porque não falta nada.

A idéia da falta é uma distorção da nossa percepção, e da nossa maneira de interagir com o Universo e com as pessoas que nos cercam. Basicamente, é uma falta de fé, e uma falta de confiança e conexão com o nosso poder interior. Tudo começa quando nos limitamos a ver somente o que está ao nosso redor. O mesmo Criador que originou toda essa imensidão de coisas se manifesta de dentro para fora em nós. Para quem já criou estruturas com anos-luz de tamanho, o que é criar uma vida feliz e próspera para nós?

Outra coisa que origina a falta é acreditar que temos que ter aquilo que os outros têm, e que não há maneira de obtermos aquilo que desejamos sem tirar de outro aquilo que é dele. Isso acaba gerando um retorno para nós da experiência de falta que criamos na outra pessoa, afinal temos que experimentar tudo que criamos. Mas vale observar que essa experiência  não tem que ser longa, assim que percebermos que não gostamos dela, podemos nos dedicar a corrigir o fato original e resolver essa questão logo.

Temos geralmente muito medo de abundância, porque fomos educados a acreditar que quando temos muito, estamos tirando de alguém. Por isso mesmo que começamos com as grandezas astronômicas, afinal, com tanta energia assim, só podemos concluir que qualquer coisa que criemos não vai fazer falta para Universo, nem que nos esforcemos muito. Outro medo que surge nessa questão é o medo da perda, que também é uma grande ilusão. Para começar, não somos donos de nada, então não podemos perder nada. Mas podemos fazer usufruto de muitas coisas! E quando essa coisa vai embora, podemos ter certeza que ainda existem muitas coisas para serem usufruídas, ao invés de ficar parado choramingando algo que já não existe mais, porque é passado (sim, o passado não existe, mas essa é uma outra conversa).

Além do mais, abundância só gera mais abundância. Estamos injetando energia na existência, e essa energia naturalmente se irradia por onde passamos, assim como fazem todas as energias. A energia cicla e recicla, e beneficia a muita gente. Criarmos uma vida abundante só traz benefícios.

O importante é confiar no nosso poder criador, e nos colocarmos em movimento, audazes e corajosos, vivendo a própria aventura de ser feliz.

Deixar uma resposta

  • (will not be published)

XHTML: Pode usar estas marcas: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>